1

A Máquina de Xadrez por Robert Löhr

Sinopse

A_Maquina_de_XadrezInspirado em uma história verídica de um autômato (boneco articulado à corda) que conseguia “pensar” e jogar xadrez, este livro fantasia sobre acontecimentos e intrigas envolvendo essa máquina, que na verdade foi uma farsa, escondia um anão perito em xadrez e que o controlava.

Ambientado em países do Leste Europeu, Áustria e Eslováquia, no século XVIII, a história é focada na criação do autômato nomeado de O Turco, e nas relações entre o seu criador, o barão Wolfgang von Kempelen, e o anão que é a alma do Turco.

O conflito envolve a nobreza, jogos de interesse, luxúria, vingança e o suspense da descoberta da farsa da máquina invencível de xadrez.

Minha Visão Geral

A premissa é muito interessante, a ambientação é bem feita, mas não é um livro regular, tendo uma parte extremamente monótona e outras com acontecimentos mais interessantes. Algumas cenas tinham diálogos forçados, e nem sempre fui convencida por certas decisões dos personagens. Os personagens foram bem construídos a ponto de você achar que os tinha conhecido, mas aí ele toma uma decisão que não faz muito sentido, aí parece que o autor força alguns acontecimentos, pois ele quer levar a história para um lugar, mas não soube levar naturalmente.

É um livro bom, mas não pretendo reler, e não acho que todos vão gostar.

Notas:

  • Escrita: 3
  • Ambientação: 4
  • Personagens: 4
  • Enredo: 3
  • Diversão: 3estrelas

E aí, alguém já leu? Me conte o que achou! Até +